"Fui grampeado", diz Hugh Grant sobre o tabloide "Mail on Sunday" em depoimento

Da Redação

O Ator Hugh Grant disse em depoimento que acredita que seu telefone foi grampeado pelo tabloide britânico "Mail on Sunday" . É a primeira vez que ele cita um jornal que não seja do empresário Rupert Murdoch, proprietário do extinto jornal "News of The Word". O jornal, que foi fechado em 2011, está sendo julgado por casos de escutas telefônicas.

Hugh disse em um inquérito  sobre ética na mídia que uma história de 2007, sobre sua vida romântica, só poderia ter sido obtida através de escutas em sua secretária eletrônica.

Ele disse que não poderia pensar em outra maneira de o jornal ter obtido a história sobre suas conversas com "uma mulher de voz sensual". Segundo Hugh, não houve relacionamento nenhum, mas ele realmente recebeu mensagens de voz de uma assistente de um amigo produtor. "Ela deixava mensagens charmosas, mensagens engraçadas... e ela tinha uma voz que pode ser descrita com sensual", confessou.

Na época, ele processou o jornal por difamação e ganhou.

O ator prestou depoimento esta segunda (21) ao juíz Brian Levenson para falar do caso das escutas telefônicas feitas pelo tabloide inglês "The News of The World". O jornal é acusado de pagar detetives para interceptar os telefones de centenas de celebridades, assim como de vítimas de crimes famosos

 

 

Últimas de Celebridades



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos