Cliff Richard diz que acusações de abuso sexual contra menor são falsas

  • Leon Neal/AFP

    O músico britânico Cliff Richard durante sessão de fotos em Londres

    O músico britânico Cliff Richard durante sessão de fotos em Londres

O músico britânico Cliff Richard, acusado de ter abusado sexualmente de um menor, fato que teria ocorrido há três décadas, declarou nesta quinta-feira (14) que tais denúncias são completamente falsas e se comprometeu a colaborar com as autoridades.

Em comunicado, o músico, de 74 anos, se referia à operação policial realizada hoje em uma de suas propriedades no condado de Berkshire, no sul da Inglaterra, que, segundo a imprensa local, possui relação com esse suposto crime sexual.

Um porta-voz policial citado pela "BBC" indicou que a acusação envolve um menor de 16 anos e se remete à década de 80, enquanto o suposto crime sexual teria ocorrido na região de South Yorkshire, no norte do país.

"Durante meses tive consciência de acusações contra mim por conduta inadequada que circularam na internet. As acusações são completamente falsas", afirmou Richard em nota.

O cantor acrescentou que, até o momento, optou por "não esnobar essas acusações com uma resposta, já que isto daria ainda mais oxigênio". 

"No entanto, a polícia foi à minha casa em Berkshire sem aviso prévio, só que apareceu na imprensa", acrescentou.

"Atualmente, não estou no Reino Unido, mas não é necessário dizer que cooperarei completamente se a polícia quiser falar comigo", disse Richard, que, aparentemente, se encontra em Portugal, segundo a imprensa britânica.

O comunicado de Richard foi divulgado depois que a polícia britânica confirmou a operação realizada em um sítio de Berkshire, embora não tenha divulgado a identidade do proprietário, que, segundo a "BBC", seria o músico.

O veterano cantor, músico, ator e filantropo, cujo nome real é Harry Webb, é um recordista de vendas na Inglaterra, com mais de 21,5 milhões de singles vendidos ao longo de sua trajetória.

O cantor de "Congratulations" é o único artista que alcançou que pelo menos um de seus álbuns se situasse entre os cinco discos mais vendidos das listas britânicas nas últimas sete décadas.

Richard, que em 1995 foi nomeado Cavaleiro da Ordem do Império Britânico pela rainha Elizabeth 2ª, representou o Reino Unido no Festival Eurovision em duas ocasiões e, no último ano, lançou o centésimo álbum de sua carreira.

Segundo a polícia, a operação realizada hoje não possui relação com a chamada Operação Yewtree, iniciada pela Scotland Yard para investigar os abusos cometidos pelo falecido apresentador da "BBC" Jimmy Saville.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos