"Não dá para ficar lutando por alguém que não está tão a fim", diz Nathalia Dill a revista

Do UOL, no Rio

  • Marcelo Corrêa/Divulgação

    Nathalia Dill durante ensaio para a revista "Quem" (13/6/2012)

    Nathalia Dill durante ensaio para a revista "Quem" (13/6/2012)

No ar como a Débora, de “Avenida Brasil”, Nathalia Dill afirma que é bem diferente de sua personagem. A atriz diz que nunca entrou numa briga por amor como fez Débora por Jorginho (Cauã Reymond), mas que num relacionamento tenta ir até o fim.

“As pessoas dizem que hoje as relações são descartáveis, mas penso o contrário. Só que não dá para ficar lutando por alguém que não está tão a fim. Tem que ser saudável”, diz ela em entrevista “Quem” desta semana.

Pela primeira vez no horário nobre da Globo, a atriz afirma que de mocinha romântica só tem a cara. “Nunca me via nesse tipo de papel, e sim em personagens mais histriônicos”, diz.

Grunge na adolescência e apaixonada por videogames e quebra-cabeças, ela revela que só gasta muito para cuidar dos cabelos e que acha bobagem cortesias como abrirem a porta e pagarem a conta do restaurante. “Geralmente aceito porque o homem fica feliz, mas não entendo muito”, conta.

Apesar de gostar decoração, a atriz assume que não é muito boa como dona de casa e que tem uma empregada duas vezes por semana. “Não lavo roupa, não passo, não faço faxina. Tem uma hora que tenho que lavar a louça. Outro dia, foi engraçado, não tinha prato, estava tudo sujo”, entrega.

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos