Luciana Gimenez vai processar veículos que noticiaram que biografia de Jagger a classificou de "atriz pornô"

Do UOL, em São Paulo

  • TROME/ Divulgação

    O músico Mick Jagger e a apresentadora Luciana Gimenez

    O músico Mick Jagger e a apresentadora Luciana Gimenez

A equipe de Luciana Gimenez divulgou nesta sexta-feira (20) comunicado em que informa que seus advogados vão acionar legalmente os veículos que noticiaram que uma nova biografia de Mick Jagger classificou a apresentadora de "atriz pornô".

O livro é uma biografia não autorizada de Jagger, com quem Luciana tem um filho, escrito pelo jornalista norte-americano Christopher Andersen. O tabloide inglês "The Daily Mail" vem divulgando trechos da biografia, e foi o texto publicado na segunda-feira (16), sobre um suposto caso do músico com a atriz Angelina Jolie, que deu origem às notícias reproduzidas por veículos brasileiros. Veja:

  • Reprodução

    Reprodução de página do tabloide inglês "The Daily Mail" com notícia sobre biografia de Mick Jagger que menciona Luciana Gimenez

No trecho realçado, lê-se, em tradução livre: "Quando Angelina [Jolie] não pôde encontrá-lo na América do Sul, Jagger se consolou com uma modelo e atriz de pornô soft brasileira de 1,80 metro chamada Luciana Morad. Encantada, sua nova amante voou a seu próprio custo para encontrá-lo em diversos lugares do mundo."

De acordo com o comunicado da equipe de Luciana, "em nenhum momento há no livro qualquer menção a Luciana nesse sentido. E principalmente, como é notório, embora respeite quem faz esse trabalho, Luciana jamais fez qualquer cena de nudez, seja no cinema, seja na televisão, no Brasil ou no exterior".

A nota também informa que os advogados da apresentadora "já receberam instruções para levantar quais veículos publicaram tal noticia e que serão acionados legalmente".

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos