Paparazzo que perseguiu Justin Bieber irá se declarar inocente

Do UOL, de São Paulo

  • Reprodução/TMZ

    O cantor Justin Bieber, ao ser parado por dirigir em alta velocidade em julho deste ano

    O cantor Justin Bieber, ao ser parado por dirigir em alta velocidade em julho deste ano

O paparazzo acusado de perseguir Justin Bieber em uma avenida de Los Angeles, no mês passado, irá se declarar inocente, segundo informação divulgada nesta quinta-feira (9) pelo site TMZ.

O advogado do fotógrafo afirmou ao site que o trabalho do seu cliente é similar ao de repórter cobrindo uma notícia urgente, e por isso ele tem o direito constitucional de agir dessa maneira.

Paul Raef, o fotógrafo, é a primeira pessoa acusada sob a nova “lei dos paparazzi”, que aumenta a penalidade sofrida por um profissional que cria uma situação de perigo em busca de lucro financeiro.

O advogado afirmou ainda ao TMZ que irá desafiar a nova lei, com a argumentação de que ela viola a primeira emenda constitucional norte-americana, que defende a liberdade de imprensa. 

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos